Sábado, 24 de Outubro de 2020

A MSI criou uma proteção metálica para impedir que processadores Skylake da Intel entortem sob pressão. Chamado de CPU Guard 1151 (em referência ao soquete LGA1151), o acessório consiste em uma proteção metálica, que é fixada no entorno do slot onde o processador é acoplado. Como a compatibilidade está vinculada ao soquete, o CPU Guard 1151 poderá ser usado em máquinas com processadores Xeon, Core i, Pentium e Celeron em placas-mãe de diversos formatos e fabricantes, desde que haja espaço para a sua instalação.

Intel lança linha Skylake; processadores dobram vida útil de PC antigo

A ideia para o produto partiu de uma série de relatos sobre processadores Skylake da Intel entortando por conta do peso de coolers maiores e em circunstâncias específicas: o risco de danos ao processador ocorre quando o desktop é movido de lugar, ou sofre movimentos bruscos.

Proteção envolve o soquete do processador e fornece pontos de apoio para dividir o peso de um cooler grande (Foto: Divulgação/MSI)

Outra boa aplicação do CPU Guard 1151, de acordo com a MSI, está no uso em computadores com processadores que sofreram o processo de “delidding”: nessa prática, o usuário remove a tampa da CPU para melhorar a refrigeração com a aplicação de pastas térmicas e outras técnicas. Desnecessário dizer que esse tipo de modificação é de altíssimo risco e recomendada apenas para quem tem domínio e acesso a equipamentos de eletrônica.

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

Contudo, a principal aplicação do CPU Guard 1151 é em proteger os processadores de danos físicos. Em relação aos casos de entortamento, embora investigações ainda estejam sendo feitas, o consenso é de que a Intel fez os processadores mais finos, mas não diminuiu as especificações de peso máximo. Por conta disso, fabricantes de coolers e dispositivos para resfriar o processador acabaram usando valores para gerações antigas, que eram mais resistentes.

...

Danos físicos ao processador podem torná-lo inútil, já que é possível comprometer as estruturas responsáveis pelo seu funcionamento. Segundo a MSI, o produto funciona porque dá maior estabilidade à estrutura ao garantir maior rigidez aos pontos de apoio das interfaces de refrigeração.

A MSI ainda não revelou a data de disponibilidade da proteção e nem os preços do CPU Guard 1151.

O que é melhor: notebook, ultrabook, Macbook? Opine no Fórum do TechTudo.

Via MSIPC World



>>> Veja o artigo completo no TechTudo