Terca-Feira, 07 de Abril de 2020

Cientistas criaram o primeiro protótipo de bateria para notebooks que usa sódio no lugar do lítio para gerar carga elétrica. Segundo um estudo conduzido pela RS2E, que reúne pesquisadores e representantes da indústria do setor, a nova tecnologia é capaz de revolucionar a alimentação energética de dispositivos portáteis graças a um aumento considerável na durabilidade, que pode chegar a até seis vezes ao de baterias comuns usadas atualmente.

Bateria integrada ou removível: conheça as vantagens e desvantagens

Os resultados de testes apontam, por exemplo, que baterias de íons de sódio duram até 2 mil ciclos, contra, em média, 300 a 500 ciclos oferecidos por modelos que usam íons de lítio.

Bateria de sódio rende até 2 mil ciclos, muito mais do que qualquer modelo feito com lítio (Foto: Divulgação)

Além disso, é a primeira vez que se consegue obter uma células de sódio no formato 18650, importante tanto para a indústria de eletrônicos, na aplicação em notebooks, quando para a indústria automotiva, para a fabricação de carros elétricos, como o Model S, da Tesla.

Os pesquisadores não divulgaram como a tecnologia funciona. Só se sabe as dimensões do formato 18650, que compreende um células cilíndricas com 1,8 cm de diâmetro e 6,5 cm de altura, além da performance, que chega a 90 watt-hora/kg.

O que é preciso saber antes de comprar um Notebook?

... /strong>

Acredita-se que a geração de energia com íons de sódio pode render ainda mais, ultrapassando o limite de 2 mil ciclos e oferecendo, em um futuro próximo, baterias que não precisam ser trocadas por muito tempo. Ainda não há, porém, previsão para que a tecnologia chegue ao mercado. 

Via CNRS e Slashgear



>>> Veja o artigo completo no TechTudo