Quinta-Feira, 14 de Novembro de 2019

Uma pesquisa da Intel Security, conduzida pela MSI, mostrou que a maioria dos namorados brasileiros compartilha senhas pessoais com parceiros. Os resultados mostraram que os brasileiros são os que mais têm acesso às senhas pessoais do companheiro ou companheira e 76% compartilham senhas do Facebook com quem se relacionam – índice muito maior do que nos outros países; entenda a polêmica.

Sete conselhos para evitar ataques de phishing no seu perfil do Facebook

Home Comic Sans (Foto: Reprodução/Pond5)Brasileiros são os que mais têm acesso às senhas pessoas do companheiro (Foto: Pond5)

Maioria compartilha senhas do Facebook

O estudo, realizado em cinco regiões - Estados Unidos, México, Brasil, Austrália e Cingapura - tinha como objetivo conhecer os hábitos e comportamentos das pessoas em um relacionamento amoroso com relação à segurança na Internet. Durante a pesquisa, metade das pessoas revelou saber a senha do computador pessoal do parceiro, 35% sabem a senha do celular, 30% conhecem a senha do Instagram e 23% dizem conhecer até a senha do PC de trabalho do parceiro.

Já as senhas de aplicativos bancários são as menos compartilhadas entre os brasileiros, somente 10%. Apenas 5% dos entrevistados do Brasil disseram não conhecer nenhuma senha pessoal do parceiro.

Pesquisa aponta que a maioria dos brasileiros compartilha senhas pessoais com os parceiros (Divulgação/Intel Security )Pesquisa aponta que a maioria dos brasileiros compartilha senhas pessoais com os parceiros (Divulgação/Intel Security )

Compartilhamento de fotos e vídeos

Sobre o compartilhamento de mensagens particulares, fotos e vídeos, 57% dos brasileiros afirmam apagar conteúdos recebidos ou enviados, enquanto 24% afirmam que guardam os arquivos nos dispositivos. Além disso, 81% dos brasileiros afirmam que tem medo que o conteúdo pessoal ou íntimo possa um dia ser compartilhado sem a sua permissão mesmo durante ou após o termino da relação.

WhatsApp lidera como forma de comunicação

A pesquisa também mostrou que 74% dos brasileiros prefere usar o WhatsApp para se comunicar com o parceiro quando não estão fisicamente juntos. Ligações telefônicas tradicionais e mensagens de texto (SMS) também são bastante usadas, com 73% e 58% respectivamente. 

Segundo pesquisa, 76% dos brasileiros compartilham senhas do Facebook com quem se relacionam (Divulgação/ Intel Security)Segundo pesquisa, 76% dos brasileiros compartilham senhas do Facebook com parceiros (Divulgação/ Intel Security)

O que eles procuram?

Ao conversar com os entrevistados, os pesquisadores questionaram o que o parceiro encontraria quando acessasse o dispositivo móvel do outro. Neste ponto, 83% afirmaram que encontrariam principalmente mensagens pessoais de amigos e familiares, enquanto 19% confessaram ter conteúdo de paquera como mensagens e e-mails de outras pessoas - e a fiscalização é pesada.

Participaram da pesquisa adultos com idades entre 18 e 54 anos, que usam a Internet ocasionalmente, frequentam sites de mídias sociais e utilizam dispositivos como smartphone, tablet e PC. Foram entrevistados 2.500 pessoas nas cinco regiões abordadas pelo levantamento.

Confira dicas da Intel para evitar problemas

1) Sempre pense bem antes de compartilhar informações pessoais. N�

... �o compartilhe senhas com ninguém, incluindo os membros da família e outras pessoas de confiança. Se você precisar dizer sua senha, crie uma nova exclusiva para essa ocasião e altere depois. Nunca se sabe o futuro.

2) Coloque senhas para desbloquear seus dispositivos. Se você valoriza o conteúdo em seu dispositivo móvel, não se esqueça de incluir um PIN ou senha para desbloqueá-lo. Assim, se o aparelho for perdido ou roubado, as pessoas não serão capazes de acessar suas informações e publicá-las online.

3) Use senhas fortes que não podem ser facilmente descobertas, ou seja, não adote datas de aniversários, sequência de números, etc.

4) Apague definitivamente: depois de enviar mensagens extremamente pessoais, certifique-se de excluir o conteúdo do seu dispositivo e da nuvem o mais rápido possível. Isso pode salvá-lo de danos à sua reputação, tanto online como offline.

5) Lembre-se que a Internet é para sempre. Ou seja, uma vez que você compartilhar uma publicação, tuítes, entre outros dados, sua informação privada se torna disponível ao público e fica fora do seu controle, por isso sempre tenha consciência do que você está compartilhando online e com quem você deixa seu dispositivo aberto.

O Facebook consome muita bateria e dados do celular? Comente no Fórum do TechTudo.



>>> Veja o artigo completo no TechTudo