Terca-Feira, 17 de Setembro de 2019


Muitos usuários já caíram em armadilhas de cibercriminosos no Facebook com o ataque phishing. Ele pode roubar dados pessoais e credenciais importantes de acesso à rede social, como login e senha, para uso indevido. Para ficar livre desse tipo de problema, veja sete dicas de como proteger sua conta do Facebook, divulgadas pela Kaspersky Lab, especialista em segurança virtual e antivírus online.
Brasil é oitavo em acesso de crianças a conteúdo impróprio, diz pesquisa
Veja sete dicas de como proteger sua conta do Facebook (Foto: Divulgação/Kaspersky Lab)
De acordo com a Kaspersky Lab, 22% dos golpes phishing são direcionados para usuários do Facebook. O total de ataques é assustador: já foram registrados mais de 600 milhões de tentativas de acesso indevido, detectado só com os usuários dos produtos da Kaspersky.
Sites falsos imitam o Facebook para roubar dados, e-mails pedem credenciais mas não passam de um golpe e mensagens escondem vírus, assim esses golpes são disseminados. “Este tipo de ataque funciona porque joga com a confiança das pessoas. Os usuários tendem a confiar muito mais em mensagens que vêm de amigos do que as de pessoas estranhas”, explica o analista sênior de segurança da Kaspersky Lab, Fabio Assolini.
E-mails falsos do Facebook podem ocultar golpe phishing para roubar dados (Foto: Divulgação/Kaspersky Lab)
Quer se proteger? Confira as dicas. 1) Nunca responda uma solicitação de dados pessoais através de um e-mail; 2) Insira suas informações pessoais apenas em páginas web seguras. Saiba que o site é seguro se ele começar com “https://” e se um ícone de cadeado aparecer no canto inferior direito do seu navegador. Clique no ícone para exibir o certificado de segurança da página e verifique se o mesmo foi emitido para o site do Facebook; 3) Procure sinais de falsificação nos e-mails, onde são solicitadas informações pessoais (erros ortográficos são um sinal importante). Se o link para o site que pede a sua informação pessoal redirecionar para uma página diferente do que o esperado, é um claro sinal de um ataque phishing; 4) Não clique em links que peçam seus dados pessoais. É melhor que vá diretamente para o site digitando a URL na barra do navegador; 5) Certifique-se de que seu navegador, seu antivírus e todos os programas do seu computador estejam sempre atualizados com as versões mais recentes que incluem pacotes de segurança. Certifique que seu antivírus disponha de proteção contra os ataques phishing; 6) Informe imediatamente seu ban...


>>> Veja o artigo completo no TechTudo