Sexta-Feira, 15 de Novembro de 2019

As redes sociais são um verdadeiro fenômeno na Internet, arrebanhando milhões e milhões de usuários. O Facebook, por exemplo, já ultrapassou a marca de 2 bilhões de usuários ativos. Porém, toda essa gente vive uma relação de amor e ódio com seus perfis e timelines. Estudos mais recentes mostram que os efeitos psicológicos das redes sociais, como Facebook, Twitter e Instagram podem ser prejudiciais a saúde mental doas pessoas, em especial aos jovens.

Um estudo feito pelo Royal Society for Public Health (RSPH) concluiu que o Instagram é o pior aplicativo para a saúde mental dos jovens, com potencial de causar depressão e crises de ansiedade. Mesmo com tais efeitos nocivos sendo cada vez mais de conhecimento público, por que as redes sociais continuam sendo um sucesso? É isso que a Olapic, empresa líder em soluções de conteúdo visual, tentou descobrir quando entrevistou cerca de mil americanos entre 16 e 44 anos.

Por que você posta nas redes sociais? (Foto: Carolina Ochsendorf/TechTudo)

Por que você posta nas redes sociais? (Foto: Carolina Ochsendorf/TechTudo)

Aplicativo do TechTudo: receba as melhores dicas e últimas notícias no seu celular

O objetivo era saber quais as motivações dos usuários ao postarem suas rotinas em redes sociais. Metade deles respondeu que as usam para comunicar emoções, tais como se sentem, o que pensam sobre determinado assunto e o que estão fazendo — mantendo conexões ainda que virtuais.

Por que compartilham?

Ao serem indagados sobre o porquê de postarem determinado assunto, a maioria respondeu que é por que julgam que aqu

... ilo vai interessar outras pessoas. Já um em cada quatro participantes respondeu que postam coisas para criar uma espécie de rastreamento digital de onde foram, o que curtiram, o que comeram, etc. Como uma grande memória que pode ser consultada depois.
Motivos que levam pessoas a compartilhar online nas redes sociais (Foto: Divulgação/Olapic)

Motivos que levam pessoas a compartilhar online nas redes sociais (Foto: Divulgação/Olapic)

Homens e mulheres online

A pesquisa, que dividiu todas as suas repostas por gênero, faixa etária e região em que moravam, também concluiu que 40% dos americanos entre 16 e 44 anos de idade buscam se sentirem mais conectados com seus amigos e familiares. Segundos os dados levantados, as mulheres lideram as respostas sobre esse tipo de conexão: são 41% das mulheres contra apenas 28% dos homens.

Dos 7% que responderam fazem inveja nas redes sociais, 'maioria' é homem (Foto: Divulgação/Olapic)

Dos 7% que responderam fazem inveja nas redes sociais, 'maioria' é homem (Foto: Divulgação/Olapic)

Quanto a eles, o que os motiva? Ainda de acordo com os dados do estudo, entre os 7% que respondeu que publica suas coisas nas redes sociais como uma tentativa de causar inveja e ciúmes em outras pessoas, a maioria é homem (8%), contra (5%) de mulheres. Os números, porém, são contraditórios. No total, foram entrevistadas mais mulheres do que homens. Sendo assim, 8% de homens significa um total de 491, entando 5% de mulheres a 512 entrevistadas. Este último é motivo bem menos nobre para compartilhar nas rede sociais e causa certa de polêmicas online.

Os dados completos você encontra em scribd.com/presentation/351845454.

Qual a sua rede social favorita? Troque dicas no fórum do TechTudo.



>>> Veja o artigo completo no TechTudo