Quarta-Feira, 08 de Abril de 2020

Saber no que prestar atenção ao comprar um hoverboard não é tão simples quanto parece. O produto ainda é relativamente novo no mercado e aspectos como segurança e assistência técnica ainda são pontos críticos.

Hoverboard barato: conheça os aparelhos à venda por até R$ 1 mil

Por outro lado, a popularização dos skates elétricos futuristas está fazendo com que o cenário mude rapidamente, inclusive em relação à quantidade de produtos e preços, que estão mais acessíveis. Abaixo, listamos todos os aspectos que precisam ser considerados antes de adquirir um hoverboard. Confira:

Hoverboard já pode ser comprado no Brasil (Foto: Divulgação/SmartBalance)

Segurança

Os hoverboards enfrentam problemas de segurança que vão além de se equilibrar sobre eles. Muitos aparelhos, especialmente os chineses “baratinhos”, pegaram fogo de uma hora para outra. A principal razão é a bateria de baixa qualidade e sem certificação de segurança. Para evitar o problema, prefira comprar o dispositivo de fabricantes confiáveis, como Segway e Kiwano, que possui skate elétrico com bateria da Samsung.

Olhar por uma possível certificação do Inmetro não vai adiantar, já que os gadgets são importados. No entanto, você pode consultar se o hoverboard tem o selo UL 2272, dado pela Comissão para Segurança de Produtos ao Consumidor (CPSC, na sigla em inglês), órgão dos Estados Unidos. A entidade concede o certificado a veículos que tenham sido submetidos e aprovados em diversos testes de segurança.

Selo UL 2272, que garante que hoverboard foi aprovado em testes de segurança (Foto: Divulgação/CPSC)

Assistência técnica

É difícil encontrar assistência técnica no Brasil para os hoverboards. Mesmo falando de não autorizadas, há poucas lojas em funcionamento, e a maioria em São Paulo. A Segway é a única que conta com representante oficial – também na capital paulista – que oferece serviços de suporte e assistência técnica.

A maioria dos fabricantes dá garantia de um ano e, algumas delas, preveem envio para reparos de produtos defeituosos comprados diretamente com eles (ou seja: envio internacional, com os custos de postagem bancados pelo consumidor). Outra forma de garantir assistência é comprando o hoverboard em grandes varejistas, que possuam o serviço técnico especializado. Mesmo neste caso, confira antes se determinado produto conta com o suporte a reparos e por quanto tempo a garantia ficará valendo.

Urban Rover 10.0, um dos modelos que tem assistência técnica no Brasil através de varejistas (Foto: Divulgação/Urban Rover)

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone 

Onde comprar

A oferta de skates elétricos tem aumentado rapidamente. Grandes lojas do varejo nacional já têm boa variedade de produtos, assim como estabelecimentos especializados em hoverboards, que importam direto do fabricante. Os preços variam entre R$ 1 mil e R$ 6 mil, mas a maior parte está na faixa dos R$ 2.500. O TechTudo preparou um

... a lista com os melhores modelos à venda no mercado nacional, considerando a relação custo-benefício.
LUQI, hoverboard leve que custa R$ 3 mil (Foto: Divulgação/Smart Balance)

Também é possível comprar direto no mercado internacional, seja por meio de revendedor ou com a fabricante. Os preços lá fora variam de US$ 399 (cerca de R$ 1.350, pela cotação atual) a US$ 799 (R$ 2.700). Ainda que o estabelecimento não cobre frete, é importante lembrar que o produto pode ser taxado na Alfândega. Este guia pode lhe ajudar como calcular o valor dos impostos brasileiros.

Facilidade ao usar

Assim como bicicletas e patins convencionais, os skates hoverboard demandam alguma prática até que sejam “dominados”. Uma dica para aprender a usar é começar a apoiar os pés ainda sentado, até se acostumar com a pisada e pressão necessárias para o aparelho andar. É sempre recomendável usar equipamentos de segurança como capacetes, joelheiras e tornozeleiras para evitar machucados em caso de queda.

Bateria

Como mencionado no primeiro tópico, a bateria é um dos aspectos mais importantes na hora de comprar o hoverboard, pois impacta diretamente na segurança. Além de ser de fabricante confiável, escolha um aparelho com autonomia de pelo menos 1 hora, que lhe garantirá um bom tempo de diversão. Gadgets com bateria de baixa capacidade irão irritar rapidamente e não terão muita serventia ao ar livre.

Mini Segway tem bateria com autonomia de até 2 horas (Foto: Divulgação/Segway)

Resistência

 É importante estar atento à resistência do aparelho. O primeiro aspecto neste sentido é o peso que ele suporta. Hoverboards mais baratos tendem a aguentar até 100 kg, enquanto os mais robustos suportam em torno de 130 kg. Dê preferência para skates com certificação IPX, que garantam resistência à poeira e/ou água, já que o gadget vai ser usado na rua.

KO-X, hoverboard que conta com certificado IP56 e aguenta 120 kg (Foto: Divulgação/ Kiwano)

Hoverboard vale a pena? Comente no Fórum do TechTudo.

Funções extras

Todo hoverboard vai cumprir os preceitos básicos: andar para frente e para trás, fazer curvas em 360º. Mas alguns modelos mais avançados, como o da Spaceboard, contam com alto-falantes Bluetooth, conectando-se ao smartphone do usuário para tocar música durante os passeios.

Outro item extra em modelos sofisticados é o controle remoto, que trava e destrava, além de dispara alarmes à distância. Se você quer ficar mais tranquilo quando estiver longe do seu skate essa pode ser uma boa função.

Spaceboard Electric Self Balancing Scooter (Foto: Divulgação/SpaceboardUsa)


>>> Veja o artigo completo no TechTudo