Sábado, 28 de Novembro de 2020

A impressão 3D é uma tendência mundial e os brasileiros estão cada vez mais interessados em usar a tecnologia. Prometendo uma revolução na fabricação de produtos caseiros e moldes para projetos, a técnica esbarra, porém, em problemas como o custo, dificuldades de importação e falta de capacitação para operar o equipamento.

Apple pode começar a fabricar impressoras 3D, diz patente

Diante disso, vale a pena comprar uma impressora 3D? O TechTudo reuniu características que o usuário precisa ficar atento.

Impressão 3D atrai atenção de brasileiros mas preço é um empecilho (Foto: Marcelo Paiva/TechTudo)

- Quanto custa uma impressora 3D no Brasil?

Comprar uma impressora 3D vai demandar um investimento considerável dos interessados. O preço do produto pode variar entre R$ 5.999, para modelos compactos, a mais de R$ 45 mil, em impressoras profissionais e de alto detalhamento. Sendo assim, é importante saber qual tipo de impressora atenderá as suas necessidades.

Para os que gostam de pechinchar, atualmente é possível encontrar modelos de impressoras espalhados por diversos sites na web e até em grandes redes de varejo do Brasil. Além disso, há empresas que fazem toda a venda online e outras que mantém pontos para atendimento e suporte pessoal em algumas capitais.

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

Antes de comprar o equipamento, porém, é importante ficar atento se há suporte técnico da fabricante na sua cidade ou em locais próximos. Além disso, confira também a garantia e os termos oferecidos pela empresa para evitar qualquer problema.

- Quanto custa importar uma impressora 3D?

Em países onde a impressão 3D está mais difundida, como os Estados Unidos, é possível encontrar uma boa variedade de modelos para diferentes usos. Na Best Buy americana, por exemplo, o modelo mais barato de impressora custa US$ 499 sem taxas, cerca de R$ 1,9 mil.

Cube 3D é vendido no Brasil por preço superior ao cobrado nos EUA (Foto: Reprodução/Elson de Souza)

Ao comparar preços praticados nos dois países, é possível encontrar o modelo Cube 3 3D por US$ 999 (cerca de R$ 3.800) nos Estados Unidos e R$ 6.962 no Brasil. Ao valor americano, porém, serão adicionados ainda a taxa de impostos locais e os tributos de importação no Brasil, o que farão com que o preço do produto tenha um aumento.

- Quanto custa o filamento das impressoras?

Assim como as impressoras comuns, os modelos 3D também precisam da troca constante do filamento de plástico usado na fabricação de produtos. Os valores variam de R$ 139 a R$ 406 em varejistas online e site de fabricantes no Brasil.

Antes de comprar, é necessário certificar-se que o filamento poderá ser utilizado na impressora tridimensional e se o material é adequado ao tipo de produto você deseja imprimir. Atualmente, é possível encontrar diversos tipos de matérias-primas no mercado, como os de PLA e ABS, com tamanhos de 1,75 mm e 3 mm.

Filamentos podem ter diferentes cores, tamanhos e materiais (Foto: Divulgação/Up3D)

- Quais os usos de uma impressora 3D?

... A impressão 3D pode ser usada para uma grande variedade de objetivos: fabricação de pequenos objetos domésticos e para venda, de peças de reposição, esculturas, próteses, modelos para projetos e até alimentos, o que demanda equipamentos específicos. Por isso, é necessário saber bem para que está comprando a impressora e se o equipamento dará o retorno necessário.

- É fácil usar uma impressora 3D?

A operação de uma impressão 3D não é muito difícil, mas exige alguns cuidados e conhecimentos do usuário. Em primeiro lugar, é necessário saber os dados técnicos do produto para a compra de filamentos compatíveis. Além disso, é necessário estar atento para a segurança física do operador, já que o equipamento faz uso de calor para imprimir e alguns componentes podem provocar graves queimaduras.

3D Builder é um programa gratuito embutido no Windows 10 (Foto: Reprodução/Elson de Souza)

A impressão 3D pode exigir ainda a compra de programas para a modelagem tridimensional. Felizmente, já é possível encontrar bibliotecas online que distribuem e vendem modelos prontos e até o Windows 10 já traz um aplicativo de modelagem e impressão embutido gratuitamente. Ainda assim, o usuário deverá ter noções sobre a resistência do material utilizado e a técnica mais adequada a cada objeto para evitar quebras e entortamentos, por exemplo.

Para que serve uma impressora 3D? Comente no Fórum do TechTudo

- Há compatibilidade com todos os sistemas?

Atualmente, computadores e notebook com Windows, Mac e Linux já possuem suporte à impressão 3D nativamente. A Microsoft, inclusive, incluiu o suporte nativo desde a versão 8.1 do sistema, sendo as mais antigas suportadas de acordo com a fabricante da impressora. O mesmo ocorre com dispositivos móveis, que dependem do suporte específico da marca da impressora.

- Afinal, vale a pena comprar uma impressora?

Se você é um grande entusiasta de impressão 3D ou quer conhecer mais sobre a tecnologia, o investimento pode ser um pouco salgado para dar os primeiros passos. Mas já é possível encontrar os primeiros clubes de impressão 3D no Brasil, com membros que se reúnem para fazer experimentação. Fora isso, há empresas que fazem a impressão de modelos desenhado por usuários e entregam em todo o Brasil.

Já se você pretende usar para fins comerciais, é necessário ver se a impressão 3D resultará em um real corte de custos na sua atividade e se a tecnologia dará o retorno esperado. Infelizmente, a técnica ainda apresenta algumas limitações como o tempo gasto na impressão, que pode chegar a várias horas e não gerar a produtividade esperada. Portanto, considere buscar aconselhamento técnico antes de comprar uma impressora.



>>> Veja o artigo completo no TechTudo