Quinta-Feira, 17 de Outubro de 2019

Depois de muita polêmica com usuários drag queens, e ainda com membros que foram registrados com nomes não convencionais, o Facebook deu o braço a torcer. Nesta terça-feira (15) a rede social anunciou que começou a testar novas ferramentas que abordam dois objetivos: reduzir o número de pessoas que são convidadas a verificar seu nome de perfil e tornar mais fácil para as pessoas confirmarem seus nomes, "se necessário". A rede social tem sido acusada de proibir pessoas de usarem seus nomes sociais ou mesmo reais (quando não os compreende).

Star Wars: troque sua foto de perfil no Facebook

A rede social vai mudar a forma como as denúncias de nomes falsos são feitas em sua plataforma. A partir de agora, o processo vai pedir mais informações sobre cada acusação e será supervisionado por uma equipe de funcionários para ajudar a filtrar cada caso. O Facebook possui uma política de nomes rígida, o que criou muitos conflitos com grupos de pessoas que possuem nomes incomuns ou que são conhecidas por apelidos e nomes artísticos e foram denunciadas ou vítimas do filtro automático.

Facebook_Home_10 (Foto: Melissa Cruz / TechTudo)Facebook, página inicial convida para cadastro com nome real e sobrenome (Foto: Melissa Cruz / TechTudo)

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

O novo processo vai pedir que os usuários forneçam mais informações sobre o motivo da denúncia. Isso deve ser usado para ajudar os funcionários da rede social a filtrar casos em que ocorra a transgressão à regra de denúncias falsas - como perseguição a usuários trans que mudaram de sexo.

Quem for denunciado também vai ganhar novas formas de se defender. Normalmente, o Facebook pede que os usuários forneçam documentos para provar que estes são seus nomes verdadeiros. Mas, agora, também vai permitir que eles justifiquem o porquê de estarem usando novos nomes.

Questionário para denunciar 'nomes falsos' no Facebook vai ficar maior (Foto: Reprodução/Facebook)Questionário para denunciar 'nomes falsos' no Facebook vai ficar maior (Foto: Reprodução/Facebook)

Isto vai permitir que, por exemplo, artistas que se apresentem com nomes fantasia possam mantê-los no Facebook, uma vez que estes são os nomes pelos quais são conhecidos. Esta foi a reclamação principal de uma ação protagonizada por um grupo de drag queens de São Francisco em 2014.

Como funciona atualmente?

Facebook recomenda que todos os seus usuários adotem o nome legal, registrado em documentos. Há um sistema rudimentar, que vasculha os perfis em busca de incongruências e caso identifique um perfil que usa um nome que parece falso, acaba emitindo avisos ao usuário que, se ignorados, podem resultar em suspensão total do perfil por tempo indeterminado.

TechTudo acompanhou dois casos: o de Nilmar e de Luís Henrique. Ambos com sobrenomes reais, que lembram palavras chulas, e foram tratados pelo Facebook como falsos e inadequados. Ambos perderam seus perfis por causa dos sobrenomes.

... o/tt2/f/original/2015/12/15/captura_de_tela_2015-12-15_as_16.36.01.png" alt="Questionário para denunciar 'nomes falsos' no Facebook vai abordar gênero (Foto: Reprodução/Facebook)" title="Questionário para denunciar 'nomes falsos' no Facebook vai abordar gênero (Foto: Reprodução/Facebook)" width="695" height="591">Questionário para denunciar 'nomes falsos' no Facebook vai abordar gênero (Foto: Reprodução/Facebook)

No momento, as novas ferramentas do Facebook começaram a ser testadas apenas para usuários dos Estados Unidos, devendo ser expandidas para o resto do mundo. Segundo a rede social, a expectativa é que o novo processo forneça dados que a ajudem a melhorar suas políticas no futuro.

Saiba quem o adicionou no Facebook e excluiu a solicitação?
Troque dicas no Fórum do TechTudo.

Via Facebook



>>> Veja o artigo completo no TechTudo